Jonas Bilharinho: “Vou buscar um cinturão que nunca deixou de ser meu”‏

Jonas Bilharinho: “Vou buscar um cinturão que nunca deixou de ser meu”

Jonas e Minotouro - Foto: Nayara Jinknss

Jonas e Minotouro – Foto: Nayara Jinknss

No próximo dia 30 de abril (sábado), Jonas “Speed” Bilharinho retorna ao Jungle Fight para disputar o cinturão da categoria peso pena (até 65,7 kg) contra Valdines Silva. A edição será realizada em Palmas, no Tocantins. Há um ano, em abril de 2015, o carioca, de 25 anos, superou Fabiano Soldado por nocaute e se tornou o primeiro atleta da história da organização a ter dois cinturões simultâneos. Contudo, o lutador abdicou das cintas para perseguir uma nova glória, sagrando-se campeão do 1º Round Combat, após desistência de Amaury Junior, depois de seguidos golpes na costela.

 ➡ CONHEÇA SPORT BLOCK OS MELHORES PROTETORES BUCAIS

No seu retorno à Arena Jungle, Bilharinho garante que vai retomar um artigo que nunca deveria ter deixado de ser seu. A jovem promessa segue com seu objetivo de acumular o máximo de vitórias em disputas de cinturão dentro do cenário nacional.

“Vou buscar o cinturão que nunca deixou de ser meu. É assim que sinto, não o perdi em uma luta. Retorno ao Jungle em abril e em mais uma disputa de título. Como já disse outras vezes, antes que as grandes organizações internacionais me chamem, meu objetivo é ir acumulando títulos nos maiores eventos brasileiros.  Quanto mais cinturões conquistar, melhor. Meu currículo vai ficando recheado e vou ganhando ainda mais experiência e QI de luta. O Wallid me chamou, mais uma vez concedendo a oportunidade de lutar pela cinta e vou dar o meu melhor para conquistá-la”, disparou.

Speed cinturões - Foto: Nayara Jinkss

Speed cinturões – Foto: Nayara Jinkss

Speed planeja, após este confronto em abril, realizar ao menos mais duas lutas no restante do ano. O lutador quer se manter ativo para receber um convite para lutar em eventos internacionais. No seu sonho, duas organizações se destacam: Rizin e UFC. Invicto no MMA, com sete vitórias e um empate, Jonas também possui uma alta taxa de lutas finalizadas antes da decisão dos juizes: 75%. São cinco nocautes e uma submissão, e ele pretende melhorar ainda mais estes números.

 ➡ ARM LOCK MARICÁ A MELHOR FIGHT WEAR !

“Todos sabem que meu plano é chegar no UFC ou Rizin e fazer meu nome dentro da organização. Enquanto o convite deles não vem, vou seguir lutando no Brasil e buscar impressionar a todos: público, mídia e executivos do mundo do MMA. Quero lutar pelo menos três vezes em 2016”.

“O objetivo para o dia 30 de abril é não deixar a luta chegar nas mãos dos juízes. Podem ter certeza que vou subir na Arena Jungle e provar, outra vez, que estou preparado para voos mais altos dentro do esporte”, disse.

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s