Amanda Ribas vence no Jungle Fight 79 e cinturão peso-palha continua vago

O maior evento de MMA da América Latina não conheceu a nova detentora do cinturão peso-palha feminino (até 52 kg) na noite deste sábado, no Centro Esportivo Miécimo da Silva, em Campo Grande. Isso porque a brasileira Amada Ribas, de Varginha – MG, teve problemas com a balança e não conseguiu atingir o limite da categoria na véspera do evento. Com dois pontos a menos devido ao não cumprimento desta regra, Amanda não tinha outra alternativa que não fosse ir para cima. E não foi diferente. A mineira partiu para cima da Mexicana Tania Pereda, que vinha invicta e com apenas 1 minuto e 16 segundos do primeiro round, a mineira encaixou mais um mata-leão na noite conseguiu a vitória, mantendo o cinturão da categoria vago.

Amanda e Guga

Com jiu-jitsu afiado, Otto Rodrigues conquista cinturão dos penas

Otto Rodrigues, natural de Cabo frio e companheiro de treino de atletas consagrados como Anderson Silva e Erick Silva na X-gym, Rio de Janeiro, busca seguir os passos de seus parceiros e conquistou o topo da categoria peso-pena (até 66 kg) do maior evento de MMA da América Latina. O combate começou movimentado e Japeri tratou de levar Otto para o solo. Por cima, o atleta da X-gym escapou da guilhotina bem encaixada por Japeri e, em seguida, ajustou a posição, conseguindo o Katagatame aos 2 minutos e 59 segundos do primeiro round. Fim de papo e o cinturão da categoria tem um novo dono.

Ary Santos vence com bonito nocaute e comemora no meio da torcida

Ary Santos prometeu e cumpriu. Durante a semana, o atleta da TFT, natural de Campos dos Goytacazes, interior do Rio de Janeiro, prometeu que faria algo inusitado na Arena Jungle. Com apenas 1 minuto e 38 segundos do primeiro round, ele acertou um petardo na linha de cintura de Handerson Martins, que caiu sentindo muitas dores e acabou nocauteado com uma sequência de golpes à sua cabeça. Após a interrupção do juiz, Ary Santos não conteve a euforia e foi comemorar com a galera. Mais um belo nocaute na noite.

Javiero Orlando encaixa o mata-leão e vence primeiro confronto sul-americano da noite

O duelo Brasil x Argentina na Arena Jungle não foi nada bom para o brasileiro. Muito qualificado no jiu-jitsu, Javiero logo conseguiu se posicionar nas costas de Eduardo e encaixou um justo mata-leão para finalizar com apenas 58 segundos do primeiro round. Com a bela performance, o argentino chegou a sua quinta vitória contra uma derrota na carreira.

Hugo Rocha sente o ombro e vitória fica com Rodrigo Praia

Rodrigo Praia, atleta do Amazonas, uniou sorte e eficiência no confronto válido pelos galos (até 66 kg). Ainda no primeiro assalto, ele acertou o ombro de seu adversário, Hugo Rocha, de Minas Gerais, que sentiu a contusão, o que o impediu de prosseguir no combate. Vitória por nocaute técnico aos 2 minutos e 54 segundos do primeiro round. Ainda no cage, o atleta recebeu a notícia que vai disputar o cinturão da categoria, vago após a saída de Jonas Bilharinho da organização.

Murilo Filho acerta lindo chute alto e nocauteia Paulo César Índio

Trocação franca foi a tônica do início da luta pelos leves. De um lado, Paulo César Índio, atleta da Serpente Thai, com a luta livre como seu forte. Do outro, Murilo Filho, da Team Nogueira, especialista em muay thai. Após um equilibrado primeiro round, o segundo se desenhou mais vantajoso para Murilo, que achava melhor seu adversário na Arena. Ao ver Murilo encaixar uma perigosa chave de perna, Índio acabou salvo pelo gongo quando Flávio Almendra interrompeu o segundo assalto. Bastaram 29 segundos do terceiro round para o carioca da Team Nogueira confirmar sua superioridade e acertar um impressionante chute alto no rosto de Paulo César, que caiu apagado. Nocaute sensacional.

Adriano Capitulino massacra Cristiano Ferrugem e leva a vitória para Minas Gerais

Mais um combate válido pelos meio-médios começou bastante movimentado. Capitulino, atleta invicto da academia Rio Fighters, castigou Cristiano, que teve um corte na boca logo no início do confronto. Se mostrando mais inteiro e dominando o centro o cage, Capitulino seguiu em vantagem e conectando melhor seus golpes até o final do primeiro assalto. Sangrando bastante, Ferrugem se mostrou muito duro e aguentou com bravura as investidas de seu adversário, até que, no chão, Capitulino buscou as costas e finalizou no mata-leão aos 4 minutos e 44 segundos do segundo round! Excelente luta do atleta de Minas Gerais, que segue invicto, agora com 4 vitórias e nenhuma derrota em seu cartel.

Claudio Cezário finaliza Alex Pavão ainda no primeiro round

A luta entre Pavão e Claudio Cesário pela categoria dos meio-médios não demorou muito tempo. Logo aos 2 minutos e 54 segundos do primeiro round, Cezário achou uma excelente combinação se golpes que levaram seu adversário à lona. Por cima, Cezário mostrou eficiência e logo aplicou uma indefensável guilhotina. Fim de papo! Mais uma excelente luta.

Diogo Pink encaixa a guilhotina e finaliza José Claudio Paraíba

A primeira luta do card principal do evento começou com Paraíba tentando levar o combate para o chão. Com boa defesa de queda, Pink ficou imprensado na grade e logo o juiz levou o os atletas para o centro da Arena, onde Pink conseguiu boa sequência e um belo chute na linha de cintura. Diogo, que é atleta da X-Gym no Rio de Janeiro e muito forte no muay thai, seguiu com bons golpes e terminou o primeiro round em vantagem – José Paraíba, tonto. Logo no começo do segundo assalto, Pink obrigou seu adversário a dar os três tapinhas com a guilhotina encaixada aos 37 segundos do segundo round. Bela atuação.

Amanda Ribas (2)

Card Principal:
Amanda Ribas venceu Tania Pereda por finalização com 1 minuto e 16 segundos do primeiro round.
Otto Rodrigues venceu Luiz Japeri por finalização aos 2 minutos e 59 segundos do primeiro round
Ary Santos venceu Handerson Martins por nocaute técnico com 1 minuto e 38 segundos do primeiro round
Javiero Orlando venceu Eduardo Fidelis por finalização aos 54 segundos do primeiro round
Rodrigo Praia venceu Hugo Rocha por nocaute técnico aos 2 minutos e 54 segundos do primeiro round
Murilo Filho venceu Paulo Cesar Índio por nocaute aos 29 segundos do terceiro round
Adriano Capitulino venceu Ferrugem apor finalização aos 4 minutos e 44 segundos do segundo round
Claudio Cezário venceu Alex Pavão por finalização aos 2 minutos e 54 segundos do primeiro round
Diogo Pink venceu José Claudio Paraíba por finalização aos 37 segundos do segundo round

Card Social Furnas
Denilson Trator venceu por nocaute técnico aos 2 mins 31 segundos do segundo round
Wagner Pezinho venceu por nocaute técnico aos 4 minutos 45 segundos do primeiro round
Jorge Evangelista venceu por nocaute aos 13 segundos do primeiro round
Matheus Queimados venceu Wanderson por desqualificação (joelhada irregular aos 2 minutos e 13 segundos do segundo round)
Elifrank Cariolano venceu por nocaute com 1 minuto 5 segundos do primeiro round
Cleberson Menor venceu por nocaute técnico aos 29 segundos o primeiro round

Kickboxing – Vitória por decisão unânime de Jorge Coutinho

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s