Ronys Torres mantém cinturão dos leves em noite de vitórias da equipe Nova União

Manauara finalizou Wallace Lopes em sua primeira defesa de título; Nove dos dez combates tiveram triunfos de membros da NU

Ronys Torres manteve o cinturão da categoria peso-leve (até 70,3kg) após duelo contra Wallace Lopes

Ronys Torres manteve o cinturão da categoria peso-leve (até 70,3kg) após duelo contra Wallace Lopes

CONHEÇA SPORT BLOCK OS MELHORES PROTETORES BUCAIS

A 60° (e última em 2015) edição do Shooto Brasil foi realizada neste sábado, dia 5 de dezembro, no Clube Hebraica Rio e contou com dez grandes combates, sendo três terminando em nocautes, três em finalizações, três por decisão dos juízes e um “no contest”. Ronys Torres manteve o cinturão da categoria peso-leve (até 70,3kg) após duelo contra Wallace Lopes e Jonathan Silva nocauteou Juan Salles em apenas 13 segundos. Na co-luta principal da noite, Felipe Froes “atropelou” Reginaldo Corvão, demonstrando muita superioridade.

Ronys Torres manteve o cinturão dos leves do Shooto Brasil

Ronys Torres manteve o cinturão dos leves do Shooto Brasil

A luta principal do Shooto Brasil 60, valendo a cinta dos leves, terminou com triunfo do favorito e atual campeão, Ronys Torres. O atleta de 29 anos, especialista em jiu-jitsu, não perdeu tempo e já começou o combate encurtando a distância para Wallace “Negão” Lopes (exímio kickboxer) e levou a luta para o chão, onde se estendeu por quase três minutos até uma perfeita finalização por americana terminar com o aguardado embate. Foi a trigésima vez que Ronys terminou uma luta de MMA com os braços erguidos, em contrapartida, o manauara soma apenas cinco derrotas em seu cartel profissional.

“Eu havia dito que estava preparado para defender meu cinturão. Meu adversário era muito duro na trocação, então era natural que eu tentasse levá-lo para o chão, mas eu também estava bem treinado e confiante se a luta se estendesse em pé. Consegui derrubá-lo e fiz um bom trabalho. Só penso em manter a hegemonia na categoria e agradeço a Deus e à Nova União por mais este sucesso”, disse o ex-lutador do UFC, Ronys Torres.

A co-luta principal do evento seria também uma disputa de cinturão, mas da categoria peso-pena (65,8kg), porém o desafiante Reginaldo “Corvão” não atingiu o peso necessário e o confronto passou a não valer o prêmio máximo. O duelo foi realizado em um limite combinado até 73kg e não passou do round inicial, já que Felipe Froes demonstrou muita técnica e vontade. O detentor da cinta iniciou partindo para cima e encurralando o rival na grade, em seguida conseguiu levar Corvão para o chão e trabalhou o ground and pound muito bem, soltando diversos socos e cotoveladas, até a interrupção do árbitro.

O holandês Joey Kuiten estreou com vitória convincente sobre Alex Trem Bala

O holandês Joey Kuiten estreou com vitória convincente sobre Alex Trem Bala

Jonathan Silva de apenas 19 anos nocauteou Juan Salles aos 13 segundos do round inicial com um forte overhand de esquerda e levantou o público presente. Nos demais embates Klinger “do Boxe” também derrubou seu adversário, Ralph “Loren” Alves, após um duro chute na região abdominal aos 3 minutos do primeiro assalto. Felipe Borges, um dos mais aclamados pelos fãs, finalizou Antônio Junior a dez segundos do fim do segundo round, com um katagatame. Pedro Falcão aplicou uma guilhotina em Paulo Almeida e também garantiu seu triunfo. Fernando Tourinho, Filipe Jesus e Joey Kuiten derrotaram Luiz Carlos “Pará”, Wanderson Panda e Alex “Trem Bala” por decisões unânimes, respectivamente. O combate entre Jimmy “Índio” e Kalion Avelar foi declarado como “no contest” devido a um golpe (cabeçada) ilegal e involuntário de Jimmy.

Dia de MMA começou com Upper Sport Combat 4

Antônio Buiu derrotou Pedro Wilson na luta principal do USC

Antônio Buiu derrotou Pedro Wilson na luta principal do USC

No mesmo dia, a partir das 15h, foi disputado o Upper Sport Combat 4. A competição contou com dez lutas e o destaque ficou para o duelo principal, pela categoria até 70,7kg, entre o maranhense Antônio Carlos “Buiu”, da TFT, e o alagoano Pedro Wilson, da Kimura Nova União. Com um primeiro round em ritmo intenso desde do início, os lutadores alternaram o comando da luta, principalmente no chão, a todo momento. No assalto seguinte, porém, Buiu voltou mais ligado e conseguiu êxito nos golpes em pé, mantendo assim a superioridade. No último assalto o cenário foi o mesmo e os juízes deram a vitória unânime a Buiu.

CURTA PSICÓTICOS POR VT NO FACEBOOK

Shooto Brasil 60 – Resultados oficiais

Fernando Tourinho venceu Luiz Carlos Pará por decisão unânime dos juízes laterais;

A luta entre Jimmy Índio e Kalion Avelar foi declarada como No Contest;

Jonathan Silva venceu Juan Salles por nocaute aos 13seg do primeiro round;

Felipe Borges venceu Antônio Junior por finalização com um katagatame aos 4min e 50seg do segundo round;

Klinger do Boxe venceu Ralph Loren Alves por nocaute técnico aos 3min e 7seg do primeiro round;

Filipe Jesus Mineiro venceu Wanderson Panda por decisão unânime dos juízes laterais;

Joey Kuiten venceu Alex Trem Bala por decisão unânime dos juízes laterais;

Pedro Falcão venceu Paulo Almeida por finalização com uma guilhotina aos 2min e 58seg do primeiro round;

Felipe Froes venceu Reginaldo Corvão por nocaute técnico aos 3min e 27seg do primeiro round;

Ronys Torres venceu Wallace Lopes por finalização com uma americana aos 2min e 58seg do primeiro round;

Upper Sport Combat – Resultados oficiais

Yan Ferraz venceu Jonathan Rodrigues por finalização com um mata-leão aos 28seg do primeiro round;

Andrezinho venceu Dylan Nascimento por nocaute técnico aos 3min e 48seg do primeiro round;

Victor Centauro venceu Geremias Dias por nocaute técnico aos 4min e 13seg do primeiro round;

Gisele Barbosa venceu Alessandra Blauth por nocaute técnico aos 4min e 32seg do segundo round;

Adailton Silva venceu Heider Prais por decisão unânime dos juízes laterais;

Flavio Viana venceu Felipe Rodrigues por finalização com um mata-leão aos 1min e 37seg do primeiro round;

Elves Oliveira venceu Leonardo Speed por finalização com uma chave de braço aos 1min e 58seg do primeiro round;

Diego Bianchini venceu Heric Barreto por finalização com um mata-leão aos 3min e 41 seg do segundo round;

Alexandre Cirne venceu Daniel Hortegas por decisão unânime dos juízes laterais;

Antônio Carlos Buiu venceu Pedro Wilson por decisão unânime dos juízes laterais;

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s