Markus “Maluko” supera Paulo Thiago e se torna o primeiro campeão peso-médio do Thunder Fight

No último sábado o Complexo Esportivo da Universidade Cruzeiro do Sul, em São Miguel Paulista, recebeu a sétima edição do Thunder Fight, que contou com um bom público, grandes lutas e um duelo principal que consagrou Markus “Maluko” Perez como campeão dos médios do evento. O atleta revelação da equipe Ryan Gracie venceu o veterano ex-UFC Paulo Thiago  “Caveira”, que após se dedicar a sua carreira policial no BOPE, voltou a competir no MMA Nacional. A próxima edição do Thunder Fight já esta sendo preparada para o dia 30 de julho e a organização promete mais uma luta principal de peso, que com certeza despertará a atenção do público.

Divulgação

Divulgação

➡ ARM LOCK MARICÁ A MELHOR FIGHT WEAR !

A luta principal da noite foi marcada por muito estudo. Ambos os atletas buscavam sempre os melhores momentos para atacar, para não se expor para o adversário. Paulo Thiago adotou uma estratégia de contragolpe e esperava o melhor momento para soltar sua poderosa mão direita para cima de “Maluko”. Enquanto isso, o pupilo de Viscardi Andrade, controlava o centro do cage e, aproveitando de sua envergadura, mantinha Paulo distante e ocupado com seus jabs, diretos e alguns chutes. Paulo conseguiu, em algumas oportunidades, derrubar Markus Maluko, mas não conseguia impor seu jiu-jitsu e nem seu ground and pound, já que Maluko travava bem a luta e se defendia como podia.

O peso do combate também podia ser visto no corner dos atletas. De um lado, Maluko contava com as orientações de Viscardi Andrade e do outro, Paulo Thiago ouvia de Rani Yahya as orientações sobre a luta. Durante os cinco rounds os atletas mantiveram a mesma postura de não se expor e alternaram bons momentos durante o combate. No final da luta, Markus “Maluko” sagrou-se campeão por decisão dividida dos jurados, se mantendo invicto em sua jovem carreira e mostrando que é um dos principais atletas peso-médio que temos em atividade no Brasil.

GUIDO SANTOS CONQUISTA VITÓRIA COM VIRADA HISTÓRICA PRA CIMA DE BRENDO “BISPO”
O combate mais emocionante da noite ficou por conta de Guido Santos, da equipe Power Lotus, que subiu de categoria, dos galos para os penas, para enfrentar o talentoso e nocauteador Brendo “Bispo”, da Chute Boxe de Diego Lima.

Divulgação

Divulgação

Durante o primeiro round, confirmando o favoritismo, Brendo emplacou uma trocação duríssima para cima de Guido, que resistia a pressão imposta pelo adversário e seguia vivo no combate, respondendo aos ataques sempre que possível. Porém, sem a mesma qualidade na trocação, Guido sofria para sair do raio de ação de Brendo Bispo que seguida castigando e controlou o combate durante todo o primeiro assalto.

O round seguinte começou como terminou o primeiro. Brendo impondo sua trocação e Guido tentando evita-la. Porém, diferente do primeiro round, Guido conseguiu desenvolver seu jogo de chão, e laçou a perna de Brendo. Mesmo assim Brendo seguia golpeando duramente o rosto de Guido Santos que chegou a fazer caretas enquanto sofria os golpes, lembrando o momento histórico de Ken Shamrock contra Bas Rutten. Mesmo sofrendo duros golpes, Guido não desistiu da posição e mostrou toda sua qualidade no chão, conseguiu puxar a perna de Brendo Bispo em uma chave de joelho justíssima que lhe rendeu mais uma vitória em sua carreira, a terceira no Thunder Fight.

Confira abaixo todos os resultados do Thunder Fight 7:

Divulgação

Divulgação

THUNDER FIGHT 7

Dia 25 de junho, UNICSUL, São Miguel Paulista – SP

CARD DO EVENTO
Markus “Maluko” Perez venceu Paulo “Caveira” Thiago por decisão dividida dos jurados
Willian Cilli venceu Henerson “Nenem” por finalização (chave de braço) no segundo round
Guido Santos venceu Brendo Bispo por finalização (chave de joelho) no segundo round
Acacio Pequeno venceu Otávio Sagas por nocaute técnico no primeiro round
Eduardo “Bombeiro” venceu Vinicius Barqueta por decisão unânime dos jurados
Keven Japa venceu Ediogo Alves por fianalização (mata-leão) no primeiro round
Rafael “Tocha” venceu Wellington Guerra por decisão unânime dos jurados
Wanderlei “Mexicano” venceu Wesley Constantino por finalização (mata-leão) no segundo
round
Lucélia Souza venceu Oseny Dantas por decisão unânime dos jurados
Selson Bezerra venceu Raul Furlani por finalização (mata-leão) no segundo round
Junior Alves venceu Elton Roberto por finalização (mata-leão) no primeiro round

MMA AMADOR
Jaque Leão venceu Adriana Kurtz por decisão unânime dos jurados

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s