Venceu o câncer e entrou no tatame: conheça uma história de superação na Copa Alfa Alvorada de Jiu-Jítsu

“Voltar a lutar já é a maior vitória da minha vida”. É com essa frase que o estudante Levy Santana, de 14 anos, define sua participação na Copa Alfa Alvorada de Jiu-Jítsu. O evento acontece neste domingo, 31 de julho, a partir das 9h, na quadra da Escola Nossa Senhora de Fátima – rua 12, número 230, Alvorada 2, Zona Centro-Oeste de Manaus. Mais de 350 atletas são esperados na competição.

 
Orlando e o filho Levy Santana - by Emanuel Mendes Siqueira

Orlando e o filho Levy Santana – by Emanuel Mendes Siqueira

 ➡ ARM LOCK MARICÁ A MELHOR FIGHT WEAR !

Filho do faixa preta Orlando Santana Júnior líder da academia Alfa do Alvorada 2, Levy sofreu um acidente doméstico quando tinha cinco anos de idade. A trágica queda da laje deixou o menino desacordado durante dois dias. Ele sobreviveu, mas o quadro evoluiu posteriormente para um câncer na boca.

“Ele tinha inchaços e dores na boca. Era um câncer na arcada dentária e ele passou um ano fazendo tratamento até a recuperação total. Hoje graças a Deus está com plena saúde, vestindo o quimono e participando das competições estaduais e nacionais. É um grande campeão no esporte e na vida”, conta o emocionado pai, que fez a promessa de parar de lutar MMA caso o filho se recuperasse.

A fé que tirou Orlando dos octógonos em 2009 foi canalizada para a formação de grandes campeões no esporte.  Atualmente, a Alfa é uma referência na formação de lutadores de MMA de alto nível.

Com a saúde em dia, o pequeno guerreiro Levy é um dos melhores faixas verdes do Amazonas na categoria leve. Ele concilia os treinamentos da “arte suave” com as lições na Escola Estadual Francelina Dantas. O garoto que foi desenganado pelos médicos que diziam que ele perderia os dentes e que os mesmos não voltariam a crescer, hoje exibe seu sorriso metálico feliz da vida com a coleção de medalhas conquistadas nos campeonatos.

No domingo, Levy entra novamente no tatame para mostrar seu talento no jiu-jítsu. Os atletas de sua categoria devem lutar por volta das 10h.

“Eu me sinto um campeão só em voltar a lutar, com saúde, estudando e ganhando vários campeonatos e conhecendo várias pessoas. Além do meu pai, meus ídolos são meus próprios companheiros da Alfa”, conclui o menino medalha de ouro em superação.

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s