Brasileiros e argentinos medem forças em Super Fights com atletas locais e revanche

Desafios serão marcados com a presença de Jhonatan Leuch e Bruno Cerutti, lutadores de Guarapuava, além do retorno de Clei Silva à organização, dia 10 de setembro

WGP

O WGP #33 desembarca no dia 10 de setembro, em Guarapuava, com três Super Fights internacionais que vão botar à prova toda a rivalidade entre Brasil vs Argentina. Entre os duelos duas grandes revanches. Na primeira delas, Lucas Alsina vai em busca da vitória após ser nocauteado pelo brasileiro Clei Silva em 2002 durante a etapa da Copa do Mundo de Kickboxing WAKO. A segunda delas será entre o argentino Lucas Arce e o guarapuavano Bruno Cerutti que se enfrentaram anteriormente, com resultado favorável ao atleta da Argentina. Além das duas revanches, Jhonatan Leuch encara um grande desafio em sua carreira ao enfrentar o multicampeão argentino, Ignacio ‘El Misil’ Capllonch. A edição ainda contará com as semifinais do Challenger GP dos meio-médios (até 74,1kg), entre Wallace Negão e Rafael Teixeira. Weber Shrek enfrentaria Jorge Blade na outra chave, mas o ex-atleta do UFC com uma lesão no pescoço vai desfalcar o evento. O substituto será Marcelo Dionísio, de São Paulo, que volta ao WGP para se recuperar da derrota para o argentino Damian Segovia.

“A emoção e a rivalidade entre brasileiros e argentinos no esporte está de volta com essa edição do WGP. Guarapuava vai tremer com essas três Super Fights com atletas locais e com a grande revanche entre Alsina e Clei Silva. Acredito que teremos mais um grande evento e um palco acostumado a respirar o kickboxing. Estamos felizes por conseguir fazer um evento dessa grandiosidade e sei que o público vai vibrar e torcer com cada duelo”, comemora o diretor-executivo do WGP, Paulinho Zorello.

 

 

Mais maduro, Alsina busca vitória contra Clei Silva

Anos depois de ter pela frente o brasileiro Clei Silva, o argentino Lucas Alsina chega para o duelo querendo a revanche na categoria dos pesados (até 94,1kg). Natural de Buenos Aires, Lucas Alsina chega para o seu segundo duelo apenas na organização. Na edição do WGP # 29, disputou o cinturão dos super-pesados com Guto Inocente e acabou derrotado. Agora, uma categoria abaixo, o argentino chega mais rodado e com o objetivo se tornar o detentor do título da divisão dos pesados. Alsina soma 18 vitórias como profissional, dois empates e somente três derrotas. Seus principais títulos são o sul-americano de kickboxing, além dos títulos argentinos de K-1 e kickboxing. Para o embate, Clei subiu de divisão, enquanto Alsina desceu.

Clei, por sua vez, chega para a luta em um momento mais maduro da carreira. Aos 35 anos, tem um cartel de 36 vitórias e sete derrotas em 43 lutas profissionais no kickboxing. Ele já foi campeão mundial da WAKO,campeão brasileiro da CBKB, além de bicampeão da Copa do Mundo da WAKO, na modalidade. O carioca retorna ao WGP depois de cinco edições. Seu último confronto foi diante de Wallyson ‘Maguila’, no WGP # 27, com vitória por decisão unânime. Ao todo, Clei soma sete lutas na organização com quatro triunfos e três derrotas.

“Meu jogo muda a cada dia. Corrijo sempre os erros. Estou mais inteligente. Hoje em dia não vence só no coração e sendo brigão. É preciso ser inteligente também. Não pode ser tipo homem-bomba, ir lá e explodir. Tem que enxergar e ler melhor o duelo. Ganhei maturidade com o tempo. Cada luta pretendo fazer diferente e proporcionar um grande espetáculo para o público”, receita.

Discípulos de Deucélio contra ‘hermanos”

Para apimentar ainda mais o duelo Brasil vs Argentina, no ringue estarão dois discípulos e naturais da cidade de Guarapuava de um dos maiores kickboxings do país e do mundo: Deucélio Rodrigues. Atletas do CT Célio Rodrigues, Jhonatan Leuch e Bruno Cerutti completam as Super Fights contra os argentinos Ignacio Capplonch e Lucas Arce, respectivamente, na divisão dos leves (até 60kg).

Com duas vitórias e duas derrotas no maior torneio de luta em pé da América Latina, Bruno Cerutti entra no ringue ciente da força do kickboxing argentino e preparado para a revanche. Mesmo assim, com a experiência adquirida ao lado de Deucélio Rodrigues, ele sabe que pode triunfar e sonhar alto na organização.

“Argentino é raçudo. É difícil ver eles serem nocauteados ou desistirem. Não vejo como diferença, porque sou assim também, mas eles têm essa característica. Nós evoluímos muito, tenho uma escola incrível para desenvolver meu talento. Acho que vai ser duro, mas os brasileiros vão sair vencedores. Quero o cinturão um dia e vou buscar”, garante.

Já conhecido de Cerutti, Lucas Arce tem apenas uma derrota como profissional em 14 lutas disputadas e soma dois títulos argentinos de K-1 rules. Natural de Buenos Aires, Arce tem 25 anos e estreia no WGP, após se destacar nos circuitos nacionais de kickboxing.

Na outra luta entre brasileiros e hermanos, Jhonatan Leuch chega para realizar sua terceira luta no WGP Kickboxing. Com uma vitória e uma derrota, o outro discípulo de Deucélio sonha em ser campeão e alavancar ainda mais sua carreira, com apenas 19 anos.

“Farei de tudo para me tornar o campeão dessa divisão. Estou no evento para ser o melhor e treino todo dia para atingir esse nível. Se Deus quiser um dia chego lá. Meu jogo não preciso mudar, confio no que tenho. Preciso melhorar para chegar no título, sou jovem, e sei que um dia posso concretizar esse desejo”, afirma o lutador com duas vitorias profissionais e vários títulos amadores.

No outro lado do corner, o multicampeão argentino Ignacio Capllonch já é veterano. Apesar de apenas 29 anos, e duas lutas no WGP com uma vitória e uma derrota, o argentino tem 68 duelos profissionais e venceu 65, sendo 31 por nocaute.

Ex-UFC deixa semifinal por lesão
UFC Blade

Um dos grandes nomes do MMA nacional e ex-atleta do UFC, o carioca Jorge Blade faria sua reestreia no WGP Kickboxing, mas uma lesão no pescoço tirou o lutador da chance de se tornar um dos desafiantes ao cinturão dos meio-médios, diante de Ravy Brunow. Blade faria a primeira semifinal contra Weber Shrek de olho no main event e no title shot, em caso de vitória no Challenger GP. O novo rival de Shrek será o perigoso Marcelo Dionísio que volta ao WGP para quebrar a má sequência de duas derrotas, uma para Wallace Lopes (WGP #25) e a última para o argentino Damian Segovia (WGP #28). Na outra semifinal, Wallace “Negão” Lopes e Rafael Teixeira disputam à vaga na decisão dos meio-médios.

 

 

WGP #33: Challenger GP 71,8 Kg
Data: Sábado, 10 de setembro de 2016
Local: Ginásio Joaquim Prestes (Rua Brigadeiro Rocha, s/n – Guarapuava/PR)
Horário: 19h – Undercard / 20h – WGP SuperFights/ 21h – MainCard(Abertura dos portões às 18h30)
Entrada: Ingressos mediante a doação de 1Kg (arquibancada) ou 5 Kg (VIP) de alimento não perecível
Pontos de Troca: toda a rede Super Pão e Baratão

WGP #33 Main Card

Main Event: Challenger GP – Final
K1 Rules – Peso-Meio-Médio (71,8 Kg)
Vencedor Semifinal 1 x Vencedor Semifinal 2

Co-Main Event: International Super Fight
K1 Rules – Peso-Leve (60 Kg)
Bruno Cerutti (CT Celio Rodrigues – BRA) x Lucas ‘El Niño’ Arce (Mudo Team / Dojo Serpiente – ARG)

Intenational Super Fight
K1 Rules – Peso-Leve (60 Kg)
Jhonatan Leuch (CT Celio Rodrigues – BRA) x Ignacio ‘El Misil’ Capllonch (Misil Team – ARG)

Intenational Super Fight
K1 Rules – Peso-Pesado (94,1 Kg)
Clei Silva (University Champion – BRA) x Lucas Alsina (Picante Fight Club – ARG)

Super Fight
K1 Rules – Peso-Cruzador (85,1 Kg)
Guilherme Gimenez (Thai Brasil) x Cesar Almeida (Super Fight / RVT)

Challenger GP – Semifinal 2
K1 Rules – Peso-Meio-Médio (71,8 Kg)
Wallace Lopes (Rio Fighters) x Rafael Teixeira (Teixeira Team)

Challenger GP – Semifinal 1
K1 Rules – Peso-Meio-Médio (71,8 Kg)
Marcelo Dionísio (San Martino Team) x Weber Shrek (Big G Team)

WGP #33 Super Fights

Super Fight 4
K1 Rules – Peso-Pena (58,2 Kg)
Maycon Oliveira (Team Conquiste) x Fábio ‘Maloqueiro’ (World Strong Fight Team)

Super Fight 3
K1 Rules – Peso-Super-Médio (78,1 Kg)
Nattan Novak (CT Celio Rodrigues – BRA) x Isaac Correa (Gentilini Fighters – ANG)

Super Fight 2
K1 Rules – Peso-Super-Leve (64,5 Kg)
Eduardo Borba (Borba Team – BRA) x Ivan Ibarbe (Team Marcelo Salas – BOL)

Super Fight 1
K1 Rules – Peso-Meio-Médio (71,8 Kg)
Mateus Gatti (Nak) x Hudson Andrade (Ponto 1)

WGP #33 Undercard

Fight 4
K1 Rules – Peso-Super-Médio (78,1 Kg)
Fabulo Cardoso (CT Celio Rodrigues) x Lucas Jacob (Ponto 1)

Fight 3
K1 Rules – Peso-Meio-Médio (71,8 Kg)
Everton Rodrigues (Thai Brasil) x Jonathan Vendrame (N1 Team)

Fight 2
K1 Rules – Peso-Super-Leve (64,5 Kg)
Kauan Americano (Nak) x Petros ‘Cabelinho’ (World Strong Fight Team)

Fight 1
K1 Rules – Peso-Super-Leve (64,5 Kg)
Mateus Simão (CT Celio Rodrigues) x Bruno Henrique (Gracie Barra – Guarapuava)

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s