BRASILEIRO CAMPEÃO PESO-GALO DO BELLATOR, DUDU DANTAS ENFRENTARÁ O DESAFIANTE DARRION CALDWELL EM 2017

Atleta carioca dedica vitória ao Morro Santo Amaro, favela do Rio onde começou nas artes marciais

DARRION CALDWELL (À ESQUERDA) É O PRÓXIMO DESAFIANTE DE DUDU DANTAS Foto Divulgação Bellator

DARRION CALDWELL (À ESQUERDA) É O PRÓXIMO DESAFIANTE DE DUDU DANTAS Foto Divulgação Bellator

“Meu plano para o futuro é ser o campeão absoluto e derrubar todo o mundo que quiser tomar o cinturão”. Foi com este espírito que o carioca Dudu Dantas deixou o octógono no último fim de semana, quando venceu por decisão unânime a revanche contra o desafiante Joe Warren e manteve o cinturão peso-galo, na edição 166 do Bellator.  Logo na noite seguinte, no Bellator 167, Dantas conheceu seu próximo desafiante: Darrion Caldwell, que impôs derrota a Joe Taimanglo, também por decisão unânime dos juízes. Os combates aconteceram respectivamente na sexta, dia 2, e no sábado, dia 3, no WinStar World Casino and Resort, em Thackerville, Oklahoma, EUA. O combate será em 2017, em data a ser ainda marcada.

 

Eu estudei bastante o adversário e o Warren valorizou muito o combate, foi muito duro, apesar de eu ter conseguido dominar em todos os rounds”, comentou Dantas. “Cada dia que passa eu me sinto melhor mentalmente e, para a luta, eu estava muito bem preparado fisicamente, com a nova modalidade de treinamento que utilizei”, revelou.

DUDU DANTAS (À ESQUERDA) VENCEU JOE WARREN POR UNANIMIDADE NO BELLATOR 166 Foto Divulgação Bellator

DUDU DANTAS (À ESQUERDA) VENCEU JOE WARREN POR UNANIMIDADE NO BELLATOR 166 Foto Divulgação Bellator

O cinturão dos galos continua no Morro Santo Amaro”, vibrou o atleta brasileiro, nascido e criado na favela carioca, localizada no Catete, Zona Sul do Rio de Janeiro. Na próxima semana, após voltar do Estados Unidos,  o lutador visitará a garotada do projeto ‘Morro dos Campeões’, para mostrar o cinturão e falar sobre o combate. Foi neste projeto que o campeão do Bellator começou nas artes marciais, aprendendo jiu-jitsu aos 13 anos de idade. “Sempre que venço uma luta, o primeiro lugar que vou é o projeto, lá é minha casa e é bom para estimular as crianças a sonharem com o melhor para a vida delas”, afirma Dudu.

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s