Alex Pereira mantém cinturão e Emerson Falcão sofre nova lesão na perna na edição 40 do WGP

Campeão dos cruzadores bateu Maycon Silva e manteve o título neste sábado, em Guarapuava; Falcão é derrotado e tem suspeita de fratura na perna

Alex Pereira não deu chances a Maycon Silva e manteve cinturão
(David Leite)

Não faltaram emoções na terceira edição do WGP Kickboxing em Guarapuava, no interior paranaense. Na noite deste sábado, dia 16 de setembro, o público presente ao ginásio Joaquim Prestes viu Alex Pereira manter o cinturão dos cruzadores (até 85,1kg) ao derrotar Maycon Silva por nocaute na luta principal da noite. O momento triste ficou por conta de uma nova lesão de Emerson Falcão, ex-campeão dos super-leves (até 64,5kg) e que voltava após mais de um ano parado. Ele lesionou a perna esquerda, a mesma que o assombrou nos últimos anos e foi derrotado pelo argentino Ernesto de La Colina. Os xarás Bruno Cerutti e Bruno Gazani foram outros destaques da noite.  A próxima edição acontece no dia 21 de outubro, em São Paulo.

A luta principal da noite do WGP #40 não teve grandes surpresas. Considerado um dos melhores atletas peso por peso do país, Alex Pereira fez jus ao posto e não deu chances para o desafiante Maycon Silva.  Depois de começar o duelo melhor, controlando a luta, ele encaixou um lindo cruzado de esquerda na ponta do queixo de Maycon e colocou fim no duelo no segundo round. Essa foi a 21ª vitória da carreira de Alex, a 13ª só no WGP.

O co-main event da noite marcou o retorno de Emerson Falcão aos ringues do WGP diante do argentino Ernesto de La Colina. Depois de mais de um ano parado para correção da lesão na perna que o atormentou nos últimos anos, o ex-campeão dos leves, que completou 31 anos neste sábado, teve novamente uma noite para ser esquecida. Quando estava no melhor no duelo, no meio do segundo round, ele sofreu dois chutes na perna esquerda, justamente o local da lesão, e desabou imediatamente. O argentino foi declarado vencedor e Falcão retirado de maca do ringue com suspeita de nova fratura no local.

Cerutti faz a festa da torcida e Gazani estraga despedida de Rafael Teixeira

Atleta da casa mais festejado pelo público presente, Bruno Cerutti correspondeu às expectativas. Muito agressivo e dominando o centro do ringue durante todo o tempo, o pupilo de Deucélio Rodrigues despachou o argentino Facu Suarez e entrou novamente no caminho do título da categoria dos leves (até 60kg). Ele foi derrotado pelo campeão Hector Santiago em sua última participação, no WGP #36.

O duelo entre o paulista Bruno Gazani e o experiente Rafael Teixeira marcou o último capítulo da vitoriosa carreira do curitibano. E apesar da vitória de Gazani por decisão unânime, Rafael foi muito aplaudido pela torcida, que veio de Curitiba para apoiá-lo, pela grande luta protagonizada pelos dois com trocação franca a todo momento e muita técnica. Teixeira agora está oficialmente aposentado de kickboxing para se dedicar exclusivamente a sua equipe Teixeira Team. O único estrangeiro a sair vencedor do #WGP #40 foi o chileno Ivan Galaz. Ele dominou o paranaense Richard Jacobi, parceiro de treinos da atual campeã +70kg Val Stanski, e venceu por unanimidade.

Atletas locais levam a melhor em lutas internacionais

O card principal começou recheado de atletas locais para festa do público presente em Guarapuava. E os anfitriões não fizeram feio. Matheus Gatti, Jonathan Leuch e Nattan Novak fizeram valer o fator casa e venceram o boliviano Ivan Ibarbe, o paraguaio Luis Ayala e o argentino Maxi Dagata, respectivamente. O destaque ficou por conta de Jonathan Leuch, que vinha perdendo a luta para Luis Ayala até encaixar um nocautaço com uma sequência de um cruzado e duas joelhadas. Ele  se recuperou de três derrotas no evento. Outros vencedores da noite foram Eduardo Borba e Marcos Carvalho, que bateram Inglesson de Lara e Fernando Sagati na decisão dos juízes.

Emerson Falcão sofreu nova lesão na perna esquerda e foi derrotado por argentino
(David Leite)

Card Principal

Alex “Po Atan” Pereira venceu Maycon Silva por nocaute no segundo round

Ernesto de La Colina venceu Emerson Falcão por nocaute no segundo round

Bruno Cerutti venceu Facu Suarez decisão unânime

Bruno Gazani venceu Rafael Teixeira por decisão unânime

Ivan Galaz venceu Richard Jacobi por decisão unânime

Matheus Gatti venceu Ivan Ivarbe por decisão unânime

Jonathan Leuch venceu Luis Ayala por nocaute no segundo round

Nattan Novak venceu Maxi Dagata por decisão unânime

Eduardo Borba venceu Inglesson de Lara por decisão dividida

Marcos Carvalho venceu Fernando ‘Sagati’ por decisão unânime

Undercard

Hugo Marques venceu Victor Andreoli por decisão

Leandro Moreira venceu Kauan Pinheiro por nocaute no segundo round

Lucas Paredes  venceu Matheus Nogueira por nocaute no segundo round

Tiago Queiroz venceu Gesiel ‘Portuga’ Isaque por decisão

Fabio ‘Maloqueiro’ Medalha venceu David Deruk por decisão

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s