À beira de recorde, Marreta projeta caminho rumo a disputa de título

Brasileiro mede forças com David Branch no UFC Atlantic City, neste sábado (21)

(Photo by Buda Mendes/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Uma das principais histórias envolvendo o duelo entre Thiago Marreta e David Branch neste sábado (21), no UFC Atlantic City, é a chance de o brasileiro quebrar um recorde que pertence atualmente a Anderson Silva.

O Spider tem oito vitórias por nocaute em lutas pelo peso-médio no UFC e está empatado com Marreta no topo da lista de quem mais venceu desta forma na história da categoria.

A marca é impressionante, mas a possibilidade de ultrapassá-la não empolga tanto o brasileiro.

“No momento não me apego muito a isso”, disse Thiago em entrevista ao UFC Brasil, “É legal, lá na frente, ser lembrado como um dos maiores nocauteadores da minha categoria, mas no momento tenho objetivos maiores, quero me tornar campeão, então o maior objetivo para mim é vencer a luta, seja por finalização, pontos, decisão dividida, o que for. Quero me tornar campeão da minha categoria”.

Embalado por quatro vitórias seguidas, o brasileiro vem se aproximando rapidamente desta meta, e inclusive já sabe qual deve ser o próximo passo: encarar um dos ex-campeões Chris Weidman ou Luke Rockhold.

“Tendo uma boa vitória contra o David Branch, o próximo passo é pegar um adversário que faça a ponte para uma disputa de cinturão, e esses caras são os que vão me levar até o cinturão”, disse, “Acredito que têm que ser esses caras”.

( Photo by Jeff Bottari/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images)

Apesar de fazer projeções, Marreta deixa claro que não está menosprezando o oponente deste sábado, mas acredita que sabe exatamente o que o adversário vai fazer e, consequentemente, como passar por ele.

Para o brasileiro, a estratégia de Branch neste final de semana será parecida com aquela adotada pelo norte-americano em sua última luta, quando acabou derrotado pelo próprio Rockhold. E o resultado também será parecido.

“O primeiro round que ele fez com o Rockhold é a luta que ele vai tentar fazer comigo”, analisou Marreta, “Talvez não com o mesmo ímpeto, porque não sou tão previsível quanto o Luke Rockhold, tenho mais armas do que ele, então não sei se ele vai vir com aquela atitude toda; se vier, vai facilitar minha vida”.

Confiante e preparado, Thiago Marreta tem pela frente um duelo chave para sua pretensão de disputar o título dos médios em um futuro próximo, e um que pode fazê-lo entrar para a história.

Não há como negar que, como ele mesmo diz, “Realmente venho em uma das melhores fases da minha carreira”.

O UFC Atlantic City será transmitido pelo Combate a partir das 19h20 (horário de Brasília). Assine e não perca.

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s