Skaus Combat 3 consagra Lucas Boyka como campeão

Carioca despacha dois adversários na mesma noite para levar o troféu do torneio até 66,8 kg; nocautes e combates intensos fazem alegria do público

Os premiados do Skaus Combat 3 (Léo Farias)

Intensidade não faltou na terceira edição do Skaus Combat, realizada na noite dessa sexta-feira, dia 12 de outubro, na Upper Arena, na zona sul do Rio de Janeiro. Nocautes e embates eletrizantes fizeram a alegria dos fãs de kickboxing, e quem brilhou na disputa foi Lucas Boyka. O carioca levou a melhor no GP da categoria até 66,8 kg ao superar dois oponentes de maneira aguerrida, faturando o desejado troféu de campeão.

Lucas Boyka duelou com Pedro Novaes na abertura do torneio. Em três rounds de absoluta troca franca de golpes, Boyka venceu o acirrado combate no desempate dos juízes laterais, após as papeletas indicarem a mesma pontuação para os atletas. No outro lado do chaveamento, Hanan Goes venceu Alessandro Da Lua por nocaute para se garantir na final do GP.

A decisão colocou frente a frente Lucas Boyka e Hanan Goes. Após primeiro round de estudo e controle nas ações, os lutadores explodiram em segundo round de ritmo insano. Ambos balançaram, aumentando a expectativa para o último e decisivo assalto. A torcida presente incentivou Boyka, e o lutador foi em busca do triunfo por pontos.

“Foi muito difícil lutar o GP, por isso considero essa a maior conquista da minha carreira. Foram duas lutas muito intensas, duas verdadeiras batalhas contra adversários duríssimos. Estar diante de nomes como José Aldo, Emerson Falcão, Pedro Rizzo, meu mestre Junior Luiz, tantos ídolos, me deu uma motivação extra para vencer. Deixei minha alma no ringue, lutei no meu limite”, comentou o novo campeão, de 22 anos.

Atletas dão show e são premiados com bônus

Felipe Jesus, Junior Luiz e Yuri Vicente fizeram os fãs saírem da cadeira com apresentações impressionantes no Skaus Combat 3. Representante da Nova União, Felipe Jesus mandou à lona Felipe Campos com um nocaute espetacular, enquanto Junior Luiz usou o joelho para nocautear Gibran Alves. Os vencedores levaram os prêmios de nocaute e performance da noite, respectivamente, e embolsaram R$ 1.500 a mais na bolsa.

O bônus para luta da noite ficou com o duelo entre Yuri Vicente e Diogo Manna. Por três rounds, eles protagonizaram uma batalha de troca franca de golpes, que levou o público ao delírio. Yuri venceu por decisão unânime, e cada lutador faturou R$ 1.000 como bonificação.

Experiência e juventude também se enfrentaram no evento. Aos 32 anos, Tony Carlos confrontou Matheus Machado, de 18, e levou a melhor por decisão dividida dos juízes laterais. Wallace Portela não deu chances para Ramon Costa, e nocauteou em pouco menos de dois minutos de disputa, enquanto Cleyton Nunes venceu Diego Silva também por nocaute.

As mulheres marcaram presença no Skaus Combat 3 na primeira luta da noite. Luciana Pereira superou Karina Menezes por decisão unânime, mesma forma que Jaime Cardoso venceu André Souza. Também na contagem dos juízes laterais, Lucas Caldas derrotou Pedro Souza.

 

Resultados – Skaus Combat 3

Card Principal

Lucas Boyka venceu Hanan Goes por decisão dividida

Toni Carlos venceu Matheus Machado por decisão dividida

Junior Luiz venceu Gibran Alves por nocaute no primeiro round – 1 minuto e 30 segundos

Wallace Portela venceu Ramon Costa por nocaute no primeiro round – 1 minuto e 59 segundos

Lucas Caldas venceu Pedro Souza por decisão unânime

Yuri Vicente venceu Diogo Manna por decisão unânime

Felipe Jesus venceu Felipe Campos por nocaute no segundo round – 25 segundos

Cleyton Nunes venceu Diego Silva por nocaute no segundo round – 1 minuto e 29 segundos

Hanan Goes venceu Alessandro Da Lua por nocaute no primeiro round – 2 minutos e 26 segundos

Lucas Boyka venceu Pedro Novaes por desempate dos juízes laterais

Jaime Cardoso venceu André Souza por decisão unânime

Luciana Pereira venceu Karina Menezes por decisão unânime

Card Preliminar

Lucas Alexander venceu Marcello Cunha por decisão unânime

Denys Ferreira venceu Adilson Ligeirinho por decisão unânime

Bia Diniz venceu Aryane Reis por decisão dividida

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.