Glyan Alves unifica cinturões e Antônio Malvado conquista título interino no Juiz de Fora Fight 19

Edição realizada no sábado teve como destaques os novos campeões, show do MMA baiano e duas guerras de tirar o fôlego

Glyan,Vagner Araujo (presidente-do-JF) e Antonio Malvado. (Foto: Leonardo Fabri)

A 19ª edição do Juiz de Fora Fight, realizada nesse final de semana na cidade em que dá nome ao evento, em Minas Gerais, consagrou o peso-galo Glyan Alves, 24 anos, como um dos principais, se não o principal, lutador da categoria no cenário nacional. O mineiro, que entrou com o status de campeão interino, desbancou o então campeão linear, Bruce Carvalho, por decisão unânime numa atuação consistente, e garantiu a unificação dos cinturões. Vale lembrar que Glyan também é campeão do Shooto Brasil.

 

O meio-pesado baiano Antônio Malvado também saiu do JF Fight 19 em posse de um cinturão. Ele superou Rodrigo Buga por decisão unânime numa luta bastante morna, mas suficiente para garantir o posto de campeão interino, já que o dono do título linear, Cássio Jacaré, que defenderia o cinturão nesta edição, não pôde lutar devido a uma lesão.

 

Axé em solo mineiro

 

Com três vitórias em três lutas, o MMA baiano foi um dos destaques desta edição. Assim como Antônio Malvado, André Monstro e Jailton Malhadinho também desbancaram seus adversários, ambos de forma arrasadora. Peso pesado, Monstro usou toda sua brutalidade para nocautear Geovane Mariano ainda no primeiro round. Também no assalto inicial, Malhadinho mostrou toda sua  sapiência no solo e de forma rápida e objetiva finalizou Douglas Garcia com um mata-leão, pelos médios.

 

Duas guerras, dois vencedores e nenhum derrotado

 

Duas verdadeiras batalhas ensandeceram o público presente no show. Pelos leves, Gabriel Marretinha mostrou que o status de revelação está dando lugar ao de realidade. O brasiliense de 21 anos precisou usar toda sua versatilidade, mesclando Boxe e Luta-Livre, para superar um quase insuperável Luiz Felipe Alvim, aquele mesmo que na edição passada saiu da plateia para conquistar o cinturão dos meio-médios. Depois de dois rounds de domínio, Marretinha conseguiu, faltando 8 segundos para o fim do terceiro, fazer com que Alvim batesse num mata-leão, e anotou a sétima vitória em sete lutas.

 

O outro combate que despertou o ânimo da plateia foi o duelo entre os pesos-moscas Rudney Pitbull e Gabriel Folha. Após sofrer pelo menos uns três knock downs no primeiro round, Pitbull conseguiu se recuperar, foi para cima e virou a luta nos rounds seguintes, devolvendo o castigo sofrido no início e levando a melhor via decisão unânime. No fim, assim como na luta entre Marretinha e Alvim, os dois foram aplaudidos de pé pela torcida.

 

Vitória de Pedra e armlock de manual

 

Venceu seu combate. (Foto: Leonardo Fabri)

O ex-TUF Brasil Márcio Pedra, que teve uma sequência de seis vitórias interrompida recentemente por uma derrota bastante contestada na Rússia, voltou a vencer. O meio-médio se defendeu das tentativas de finalização do bom de guarda Pedro Paulo Gonçalves, pegou as costas e desferiu uma chuva de golpes até o árbitro interromper o combate, garantindo o triunfo ainda no primeiro round.

 

No duelo com mais rivalidade do card, Alex Rodrigues aplicou um armlock daqueles ensinados pelos grandes faixas pretas em seminários de Jiu-Jitsu . Derrubado pelo rival Robson Damazio nos primeiros segundos, ele encaixou o golpe da guarda e girou junto com o adversário, que já caiu batendo, em pouco mais de 30 segundos de combate.

 

Confira abaixo os resultados completos do evento:

 

JF Fight 19

Juiz de Fora-MG

Sábado, 20 de outubro de 2018

Glyan Alves venceu Bruce Carvalho por decisão unânime

Antônio Malvado venceudes Rodrigo Buga por decisão unânime

Gabriel Marretinha finalizou Luiz Felipe Alvim com um mata-leão aos 4:52 do round 3

André Monstro venceu Geovane Mariano por nocaute técnico aos 2:12 do round 1

Márcio Pedra venceu Pedro Paulo Gonçalves por nocaute técnico aos 4:18 do round 1

Rudney Pitbull venceu Gabriel Folha por decisão unânime

Alex Rodrigues finalizou Robson Damazio com um armlock aos 0:31 do round 1

Jailton Malhadinho finalizou Douglas Garcia com um mata-leão aos 2:30 do round 1

Graciele Susu Monsores venceu Mariana Antunes Martins por decisão unânime

Muay Thai

Cassiano Dias venceu Leone Ladeira por decisão unânime

Yuri Neles venceu Renato Ferreira por decisão unânime 

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.