Guto Inocente vence albanês e Emerson Falcão é derrotado por Kebrome Neguse no WGP 55

Anfitrião da noite, em Brasília, mantém cinturão dos super-pesados com vitória por pontos diante de Francesko Xhaja; Falcão faz luta equilibrada, mas leva a pior e Tomas Chacal fatura Challenger GP

(Foto: David Leite / Divulgação
WGP )

A noite deste sábado, dia 15 de junho, foi de muita emoção no WGP Kickboxing. Na edição 55, realizada em Brasília, o público foi presentado com um festival de lutas empolgantes e muita trocação. No duelo principal da noite, o anfitrião Guto Inocente fez a festa da galera ao bater o albanês Francesko Xhaja por decisão unânime e manter o cinturão dos super-pesados (até 94,1kg). Outros dois destaques foram o etíope Kebrome Neguse e o argentino Tomas Chacal. Neguse encarou Emerson Falcão, que retornou após longo tempo parado por uma lesão que o atormenta há alguns anos, e acabou vencendo por decisão dividida após duelo muito parelho, Já Chacal despachou Eduardo Borba e Josue Tuzo com duas atuações contundentes e garantiu o posto de próximo desafiante dos super-leves. A noite contou ainda com outros 13 duelos emocionantes.

A luta principal do WGP 55 colocou frente a frente a grande estrela da noite, Guto Inocente, diante do azarão Francesko Xhaja. Muito empurrado pela torcida Guto impôs seu ritmo desde o início, conectando os melhores golpes, mas o albanês parecia resistir bem. Do meio para o final Xhaja melhorou na luta, mas Guto conseguia achar potentes golpes, principalmente no boxe e nos low kicks. Depois de uma guerra de cinco rounds a decisão ficou para os juízes. E ela não foi difícil. Guto Inocente manteve o cinturão dos super-pesados de forma unânime, sem deixar brechas.

Um dos momentos mais aguardados da noite era o retorno de Emerson Falcão ao ringue após longo tempo parado por conta de uma lesão na perna. Ele encarou o etíope radicado na Itália Kebrome Neguse. Demonstrando a velha agressividade de sempre, Falcão começou melhor e foi pra cima do etíope, conectando os melhores golpes e chegando a balançar o oponente algumas vezes. Mas no segundo round Neguse cresceu e foi mais contundente até o final da luta, que terminou com vitória para o africano por decisão dividida.

Outra grande atração da noite foi a disputa do Challenger GP dos super-leves, que definiu o próximo desafiante do campeão Paulinho Tebar. E os dois finalista foram o argentino Tomas Chacal e o mexicano Josue Tuzo. O primeiro atropelou o brasileiro Eduardo Borba com um nocaute no terceiro round, enquanto o segundo avançou após bater Renzo Martinez por decisão unânime em duelo muito duro.Na grande final, tanto Tomas quanto Josue demonstraram um certo cansaço, mas sobrou coração para ambos também. Depois de conectar potentes low kicks, Chacal viu Tuzo sucumbir e desabar no chão. Contagem aberta e vitória por nocaute para o argentino, novo desafiante ao cinturão de Paulinho Tebar, campeão dos super-leves.

Duelos emocionantes marcam restante do card

No combate que abriu o card principal da noite entre Eliezer Silva e Junior Luiza expectativa era imensa. E os dois corresponderam com um embate movimentado e vencido por Eliezer na decisão Unânime dos juízes As Superfights do WGP 55 levantaram o público presente ao ginásio da AABB. E quem fez a festa da galera mesmo foi Mateus Machado ao nocautear Rafael Andrade e explodir sua torcida em peso no ginásio. Já o confronto entre Léo Bahia e Guilherme Monteiro foi marcado pelo equilíbrio, mas leve vantagem para Monteiro, vencedor por decisão dividida.

O combate entre Guilherme Soares e Alessandro Avatar começou empolgante, mas terminou após uma lesão no pé impedir Soares de continuar. Vitória por nocaute técnico para Avatar. Hugo Nascimento e Miro Brusnello fizeram um embate emocionante desde o início, vencido por Hugo por decisão unânime. O Undercard também pegou fogo. Das sete lutas os destaques ficaram com Ernane Peixoto e Lucas Silva. Enquanto o primeiro despachou Evando Rocha com um belo nocaute, o segundo teve uma grande atuação diante de Adão dos Santos e levou a melhor na decisão unânime dos juízes. No único duelo feminino do card Rute Bento bateu Gillesy Cristina por unanimidade.

(Foto: David Leite / Divulgação
WGP )

WGP 55 – Resultados oficiais

 

Guto Inocente venceu Francesco Xhaja por decisão unânime

 

Tomas ‘Chacal’ Aguirre venceu Josue ‘Tuzo’ Cruz aos 2min e 42seg do segundo round

 

Kebrome Neguse venceu Emerson Falcão por decisão dividida

 

Júnior Luiz venceu Eliezer Silva por decisão dividida

 

Jose ‘Tuzo’ Cruz venceu Renzo Martinez por decisão dividida

 

Tomas ‘Chacal’ Aguirre venceu Eduardo Borba por nocaute a 1min e 48seg do terceiro round

 

Leo ‘Bahia’ Pereira vs Guilherme Monteiro por decisão dividida

 

Mateus Machado venceu Rafael Andrade por nocaute aos 2min e 43seg do segundo round

 

Alessandro Avatar venceu Guilherme Soares por nocaute técnico aos 2min do primeiro round

 

Hugo Nascimento venceu Miro Brusnello por decisão unânime

 

WGP 55 Undercard

 

Jeremias Henrique venceu Geova Sabino por decisão unânime

 

Celito Nascimento venceu Marcilio Sagat por decisão unânime

 

Lucas Silva venceu Adão dos Santos por decisão unânime

 

Bruno Pereira venceu Rômulo Araújo por decisão unânime

 

Celso Clayton Jr. venceu Flávio Oliveira por decisão dividida

 

Ernane Peixoto venceu Evando Rocha por nocaute a 1min e 28seg do segundo round

 

Rute Bento venceu Giselly Cristina por decisão unânime

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.