Empolgado com vitória, Charles do Bronx mira revanches

Charles do Bronx chegou em Jaraguá do Sul (SC), para o UFC Fight Night 36, no último sábado, cercado de muita expectativa. Um dos grandes talentos do MMA nacional, o paulista voltava ao octógono após mais de oito meses sem lutar, por conta de lesões, e estreava pelo Ultimate no Brasil após dois resultados negativos contra oponentes Top 5 da categoria peso pena (até 66kg). Mesmo assim, o atleta #IntegralTeam não sentiu a pressão e, além de vencer Andy Ogle com um triângulo, garantiu sua décima finalização na carreira e o primeiro prêmio da história do evento de melhor performance da noite.

Após o evento começar com as primeiras sete lutas terminando na decisão dos juízes laterais, Charles do Bronx levantou o público ao conseguir a primeira e única finalização do show. Com a torcida brasileira conhecida por ser uma das mais calorosas de barulhentas do mundo, o lutador soube de perto como é poder contar com o apoio vindo das arquibancadas.

“Cheguei aqui para encarar esse duelo como se fosse uma guerra. Assim que o Felipe (Sertanejo), que é meu amigo, entrou meu coração já ficou a mil. Na minha hora só estava focado no meu adversário. Mas quando entrei não teve como, escutei a torcida ao meu lado e com aquele grito de ‘uh vai morrer’ você acaba entrando com vontade de matar o oponente mesmo (risos). Não gosto de machucar ninguém, mas fui para cima e lutei bem”, conta.

Em 10 lutas pelo Ultimate, Charles tem um retrospecto impressionante no quesito bonificações. O lutador agora soma cinco prêmios no UFC, entre melhores lutas, finalizações e este último, contra Ogle, como performance. E em Jaraguá do Sul, o brasileiro pôde apresentar ao público brasileiro todo seu arsenal de jogo de solo.

“Enfrentei um cara duro demais, defendia bem as quedas, mas de tanto insistir, consegui sair com a finalização. Durante a luta cheguei a pegar dois triângulos, fiquei nas costas dele o tempo todo e confirmei a vitória da maneira que me sinto melhor. Precisava demais desse resultado, e este ano quero vencer tudo”, comemora.

Numa mistura de felicidade e alívio por ter voltado a vencer, e dessa vez em casa, Charles não escondeu a empolgação e já tem em vista seus próximos objetivos. Antes de encarar Ogle, o brasileiro foi superado por Cub Swanson, quarto do ranking, após sofrer uma lesão no aquecimento, e Frankie Edgar, ex-campeão peso-leve (até 70kg) e segundo do ranking nos penas. Dependendo apenas de sua vontade, o brasileiro quer voltar a enfrentá-los ainda em 2014.

“Quero fazer mais três lutas neste ano e, no início de 2015, disputar o cinturão. Mas isso eu deixo na mão do UFC. Quando eles falarem que é a minha chance, vou cair para dentro. Minha ideia agora é encarar novamente o Cub Swanson, porque quando nos enfrentamos eu estava lesionado e não pude atuar da maneira que gostaria. Também seria legal mais uma luta contra o Edgar”, afirma.

Há 30 anos no mercado, a Integralmédica é líder nacional do segmento de suplementos nutricionais e patrocina o UFC e o reality show “The Ultimate Fighter Brasil” desde 2011. A empresa expõe sua marca em todas as edições do evento no Brasil e, além de Charles do Bronx, conta com um time de lutadores composto por Wanderlei Silva, Ronaldo Jacaré, Felipe Sertanejo e Lucas Mineiro.

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.