Vanessa Guimarães e Viviane Sucuri disputam cinturão mundial peso-palha no XFCi 12

Campeãs das duas primeiras temporadas do torneio relatam terem lutado lesionadas nos primeiros duelos na franquia e, com camp perfeito, prometem ‘guerra de cinco rounds’

Viviane Sucuri faturou a segunda temporada do torneio ao bater Vuokko Katainen. Foto Fusion Photography

Viviane Sucuri faturou a segunda temporada do torneio ao bater Vuokko Katainen. Foto Fusion Photography

A contagem regressiva para o duelo entre as duas melhores pesos-palha do Brasil já começou. Neste sábado, dia 28 de novembro, no XFCi 12, Vanessa Guimarães e Viviane Sucuri disputam o cinturão mundial da franquia na categoria até 52,2kg, no XFC International Center, no bairro da Casa Verde, em São Paulo. Campeãs das duas primeiras temporadas do torneio internacional, Vanessa e Viviane fazem a co-luta principal do evento, que terá como destaque da noite a disputa da medalha de ouro do torneio masculino peso-meio-médio (até 77,1kg) entre Michel Pereira e Carlston Harris. O Esporte Interativo transmite, ao vivo, pela TV a cabo e internet oito dos 12 confrontos, a partir das 20h (horário de Brasília).

“Vanessa e Viviane são duas jovens estrelas em ascensão e têm potencial para serem duas das melhores pesos-palha do mundo”, elogia o presidente do XFC, Myron Molotky, um grande entusiasta das lutas femininas. “Ambas são muito estratégicas, dominantes, não deixam espaços para as adversárias. Fizeram por merecer esta oportunidade de disputar o cinturão mundial e não tenho dúvidas de que o título estará em boas mãos”.

Atletas festejam camps sem lesões

Membro da CM System, Vanessa Guimarães é a atual campeã do GP peso-palha do XFC

Membro da CM System, Vanessa Guimarães é a atual campeã do GP peso-palha do XFC. Foto:Fusion Photography

Aos 25 anos e natural de Curitiba, Vanessa Guimarães começou no muay thai em 2007, aos 17 anos, e se profissionalizou há três anos, período no qual somou quatro vitórias e duas derrotas. Atleta da CM System, Vanessa está invicta no Hexágono: em março de 2014, venceu a colombiana Marcela Yineris por decisão dividida, e da mesma forma, em setembro, conquistou o título do torneio diante da compatriota Vanessa Melo. Apesar da medalha de ouro, ela demonstra insatisfação com a própria performance, reduzida por conta de um rompimento de um dos ligamentos do joelho direito.

“Aconteceu um mês antes da primeira luta, mas não poderia adiar a minha oportunidade de lutar pelo XFC. Logo depois da final, passei por uma cirurgia para reparar o problema e quatro meses depois estava treinando jiu-jitsu novamente. A lesão me atrapalhou muito, limitou meus movimentos, tirou minha confiança, e não me deixou ser a Vanessa que posso ser durante as lutas. Dessa vez será diferente, tive quase um ano de preparação e pude ajustar todos os detalhes que faltavam no meu jogo. Estou pronta para uma guerra e dessa vez garanto que o rendimento será bem diferente”, afirma.

Especialista na luta em pé, Vanessa exaltou os treinamentos de wrestling e jiu-jitsu na CM System, mas sem esquecer do seu carro-chefe, deu o palpite de como prevê a vitória sobre Sucuri. “A Viviane é uma lutadora que bate forte, tem um bom jogo em pé também e é onde acho que devo ter mais cuidado. Tenho treinado muito wrestling, porque sei que ela também gosta da luta agarrada, mas acredito que essa luta não dura os cinco rounds e a primeira derrota dela vai ser por nocaute”, projeta.

Adversária de Vanessa na briga pelo cinturão, Viviane Sucuri não sabe o que é derrota. Natural de Fortaleza, a atleta da Dragon Kombat tem nove vitórias em nove lutas disputadas. No XFC, a jovem lutadora de apenas 22 anos fez três duelos, com vitórias sobre Fernando Priscila, Liana Pirosin e Vuokko Katainen, esta última valendo o título do torneio feminino peso-palha da segunda temporada, em julho de 2015. Na carreira, ostenta triunfos sobre duas lutadoras do XFC: a campeã mundial peso-mosca Poliana Botelho e Ilara Joanne.

Sucuri também teve que lidar com sérias lesões que a atrapalharam em seus últimos duelos. Uma luxação em um dos dedos da mão direita limitava os movimentos da lutadora, mas não a impediu de conquistar o título do torneio. “Nas duas últimas lutas tive muitos problemas durante o camp, lesões me atormentaram, a estrutura de treinos não estava das melhores e isso me prejudicou um pouco”, relata. “Para essa luta nós fizemos exatamente tudo como planejamos, nada deu errado e acredito que o resultado disso vai ser a conquista do cinturão”.

Ciente das qualidades de sua adversária, Viviane pretende aproveitar o longo tempo de Vanessa fora de competição para cansar a adversária durantes os cinco rounds. “Eu estudei bastante a Vanessa e sei que tenho que ter muito cuidado com a trocação dela, porque tem a mão pesada. Mas o objetivo é fazer cinco rounds intensos para que ela sinta fisicamente o tempo sem lutar e eu possa me aproveitar disso. Nunca vou querer deixar a luta na mão dos juízes, mas nesse caso preciso ter inteligência para cansá-la ao longo do combate. Tenho ciência de que será uma verdadeira batalha, mas podem ter certeza que esse cinturão vem para o Ceará”, confia.

Fim de ano repleto de ação no hexágono

O XFC prepara muitas emoções para o fim do ano de 2015. Entre os dias 3 e 6 de dezembro, no XFC International Center, a organização realiza a primeira etapa do XFC Young Guns, um circuito nacional com atletas entre 18 e 24 anos da região sudeste, que lutarão por vagas na próxima temporada de torneios, em cada categoria oficial de peso. Três finais do evento serão realizadas durante o XFCi 13, no dia 5 de dezembro, em um card estelar com lutas confirmadas entre Junior Assunção vs Mauricio Facção no main event; Tiago Bodão vs Alberto Uda; Vinicius Vina vs Rafael Morcego e Wendell Negão vs Antonio Tricoli. Mais informações podem ser encontradas no site da Confederação Nacional de MMA (CNMMA), que realiza o Young Guns em parceria com o XFC.

“Estamos procurando novas joias para serem incorporadas ao plantel de lutadores do XFC”, explica o consultor técnico do XFC no Brasil, Marcelo Brigadeiro. “Essa não é uma seletiva tradicional, porque para fazerem parte desta competição os atletas passaram por um filtro prévio e uma análise de qualidade. Temos certeza que encontraremos novos talentos”, completa.

XFCi 12

Sábado, 28 de novembro de 2015
Horário: 18h (horário de Brasília) – Primeira luta
Transmissão: 20h (horário de Brasília) – Ao vivo no Esporte Interativo
Local: XFC International Center
Endereço: Rua Doutor de Mello Nogueira, 90 – Casa Verde (SP)
Entrada: Somente convidados

Card de lutas

Até 77,1kg: Carlston Harris x Michel Pereira – Final do Torneio Peso-Meio-Médio
Até 52,2kg: Viviane Sucuri x Vanessa Guimarães – Disputa de Cinturão Peso-Palha feminino
Até 56,7kg: José Maria “No Chance” x Marcel Adur – Superluta
Até 70,3kg: Ricardo Tirloni x Jadison Costa – Superluta
Até 70,3kg: Sergio Junior x Vitor Negão – Superluta
Até 70,3kg: Vinicius Loureiro x Ary Santos – Superluta
Até 56,7kg: Manel Kappe x João Elias – Torneio Peso-Mosca Masculino
Até 70,3kg: Luciano Palhano x Antônio Paulo Nego – Torneio Peso-Leve Masculino
Até 52,2kg: Daniela “Dany Fenix” Da Silva x Hellen Bastos – Torneio Peso-Palha feminino
Até 56,7kg: Molly McCann x Vanessa Melo – Superluta Peso-Mosca feminino
Até 56,7kg: Pedro Curiri x Jimmy Martinez Vela – Torneio Peso-Mosca masculino
Até 77,1kg: Gian Siqueira x Wellington Thurman – Superluta

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s