Lutadores são suspensos no Brasil por doping e falsificação de exames médicos. Saiba quem perdeu a chance de assinar com o UFC por tomar esteroides

A denuncia foi publicada no dia de hoje pelo blog Por Dentro da Arena  ainda não temos uma nota oficial do ocorrido da Confederação Brasileira de MMA (CABMMA).

O blog Por Dentro da Arena do amigo Guga Noblat  teve acesso em primeira mão aos casos de novos atletas suspensos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva do MMA. Esses lutadores foram flagrados no antidoping ou falsificaram exames médicos.  Eles estão proibidos de lutar em qualquer evento regulamentado pela Confederação Brasileira de MMA (CABMMA). São eles:

Henderson Capoeira – dono do cinturão do Face to Face 70 kg

Henderson Capoeira – dono do cinturão do Face to Face 70 kg

Tyron Pedro – 9 meses de suspensão pelo uso de furosemida, substância proibida que camufla o uso de esteroides e ajuda na perda de peso. A vitória contra Victor Nunes no Festival de lutas da CUFA 2 virou derrota e ele ainda perderá 20% da bolsa.

Henderson Capoeira – Campeão do Face to Face caiu no doping pelo uso de esteroides anabólicos androgênicos e ficará suspenso por 1 ano e dois meses, além de perder 20% da bolsa. A vitória contra Paulo Rambinho em março passado virou luta sem resultado (no contest) já que Rambinho também caiu no antidoping nesse mesmo confronto. Capoeira ia assinar com o UFC se não fosse pelo antidoping.

Paulo Rambinho – Foi flagrado pelo uso do esteroide oxandrolona e também levará um gancho de 1 ano e dois meses, além de multa de 20% da bolsa.

 

Os atletas Gelis Rivas e Denes Deninho e o treinador deles Cristiano Lazzarini Titi, da equipe BH Rhinos, estão suspensos preventivamente por 90 dias até que sejam julgados pela falsificação de exames médicos. Gelis lutaria no Max Fight 18 e Denes estava escalado para o Primeiro Round Combat 2. Os dois eventos aconteceram em maio passado. Eles adulteraram exames de Ressonância Magnética do Encéfalo e Angiorresonância Magnética das Artérias Cerebrais.

A punição começa a valer a partir da notificação de suspensão de 90 dias que é feita sempre preventivamente no momento em que os exames antidopings apontam algo errado.

Anúncios

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s