Jacara FC retorna com chuva de nocautes e dois novos campeões

Evento aconteceu neste sábado, dia 05 de setembro, no Rio de Janeiro com rígido protocolo contra a COVID-19; Henrique Madureira e Rafael Cowboy faturam o título

 

O Jacara FC voltou. E teve chuva de nocautes. Neste sábado, dia 05 de setembro, a organização retornou após oito meses de sua primeira edição com um evento bem diferente do habitual. Com um rígido protocolo de prevenção contra o coronavírus, o evento realizou um card com onze lutas, na CT LC Team, em Jacaraípe, Espirito Santo. No main event da noite, o show colocou frente a frente, Rafael Cowboy vs Thiago Fernandez que levou a pior sendo nocauteado por Cowboy no terceiro round. Com vitória no duelo, Rafael Cowboy faturou o cinturão dos galos da organização (até 61,2kg) esta foi a segunda oportunidade de faturar este cinturão de Cowboy que me fevereiro acabou derrotado por Hamyrez Oliveira, o atleta após assinar com o Brave FC deixou vago seu titulo. Já no co-main event, Henrique Madureira bateu Geovani Chieppe e faturou o título dos penas (até 65,7kg). O card contou ainda com outras nove lutas.

 

O Jacara Fight Combat recebeu esse nome, por conta de sua cidade, Jacarípe ( Espírito Santo ) uma homenagem feita por seu organizador, Luiz Carlos, morador da cidade onde também é sediada sua equipe de MMA.

 

Dentro do cage as duas lutas principais da noite valendo título foram grande destaque em uma noite eletrizante. No main event, Rafael “Cowboy” encarou o Thiago “Naja”, e desta vez não queria sair do cage seu o cinturão do show. Cowboy parecia mostrar porque foi escalado para sua segunda disputa de titulo da organização, e em uma verdadeira guerra conseguiu chegar ao nocaute técnico no terceiro round de combate.

 

No co-main event, Henrique Madureira e Geovani “Kamikaze” se encararam pelo cinturão dos penas. A luta começou bastante equilibrada, com Henrique conectando golpes precisos e Geovani trabalhando o contragolpe. Porém, o ritmo acelerado de combate favoreceu Henriquei que chegou a nocaute técnico no segundo round. Assim, Madureira é o novo dono do títulos dos penas.

 

O card contou ainda com outras nove lutas. No duelo que antecedeu os dois principais da noite, Brena Cardozo, grande destaque do Kickboxing feminino, protagonizou um combate de apenas 1 round, sua adversária Larissa Vaz por conta de uma fratura na mão direita, foi obrigada a desistir do embate. Os demais destaques ficaram por conta de Jhonnis Matheus, Leon Soares, Ricardo Souza e Mesaque Domingos, todos vencendo seu combates por nocaute.

.

 

Rígido protocolo de prevenção marca primeiro evento após início da pandemia

 

Para o Jacara FC poder retomar suas atividades foi necessário a elaboração de um rígido protocolo de prevenção contra a COVID-19. A organização impôs diversas regras para a realização do evento. Todos os atletas envolvidos no evento foram testados com teste rápido no dia e local da pesagem, que aconteceu no local do show, na sexta, dia 04. Assim como os lutadores, seu corners também fizeram os testes. Apenas este integrante pôde acompanhar o atleta durante o evento, exceto na duas lutas pelo cinturão em que foi permitida a participação de dois corners. A organização também passou por testes.

 

Todos os atletas, corners e demais envolvidos no evento foram obrigados a usar máscaras, tanto na pesagem quanto no evento. O lutador só pôde retirar a mascara na hora de subir no cage. O ambiente também foi constantemente higienizado e os vestiários e corners tinham marcações no chão para respeitar o distanciamento social. Além disso, os membros das equipes foram orientados a retirar quaisquer adereços como anéis, pulseiras, cordões, brincos e relógios. Também não houve entrada de nenhum tipo de público, nem imprensa. Apenas a equipe de transmissão reduzida.

 

Jacara FC 2 – Resultados oficiais

 

11-  Rafael Cowboy venceu Thiago Naja por nocaute no 3° round
Árbitro Raphael Colona

10 – Henrique Madureira venceu Geovani Kamikaze por nocaute técnico no 2° round
Árbitro Raphael Colona

9 – Brena Cardozo venceu Larissa Bullet por nocaute técnico (desistência) no intervalo do round 1
Árbitro Raphael Colona

8 – Jhonnis Matheus venceu Denis Bogado (ARG) por nocaute técnico no 1° round
Árbitro Lucas Cabral

7 –  Frank Jagunço venceu Tiago Patati por finalização (mata-leão) no 1° round
Árbitro Lucas Cabral

6 –  Leon “Ogro” venceu Abner Patesi por nocaute (cotovelo reto) no 1° round
Árbitro Lucas Cabral

5 – Jonatas Dantas venceu Allan “Popó” por finalização (arm lock) no 1° round
Árbitro Pedro Cardoso

4 – Ricardo Nery venceu Kaique Machado por nocaute técnico no 1° round
Pedro Cardoso

3 –  Reinaldo Lango-Lango venceu Hyan Romero por finalização no 2° round
Árbitro Pedro Cardoso

2 –  Mesaque Moreno venceu Léo Periquito por nocaute técnico (desistência) no 1° round
Árbitro Pedro Cardoso

1 –  Adilson Ramos venceu Weber Sherek por decisão unânime, 30×27
Árbitro Lucas Cabralu

Obrigado pela sua opinião !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.